Miguel Oliveira fez história na Austrália

22 outubro 2017

O piloto português da KTM não deu hipóteses durante a prova australiana, num dia perfeito para a KTM que assinou uma dobradinha na corrida com o 2º lugar de Brad Binder. Um dia inesquecível para o piloto ACP que arrancou do 3º lugar, saltando de imediato para a liderança, numa corrida que controlou, mas que, na sua opinião, foi a mais longa da sua carreira.

“Estou muito feliz! Só sinto mesmo felicidade e não podia estar mais grato por esta vitória a toda a minha equipa. Esta é a minha primeira vitória em Moto2, e a primeira também para a KTM e espero que não seja a última. A três voltas do final da corrida começou a chover e eu tinha seis segundos de vantagem. Fui bastante cauteloso nessa fase e a vantagem começou a ficar mais curta o que me fez stressar um pouco. Foi a corrida mais longa da minha vida’”

Primeira vitória de Miguel Oliveira e primeira vitória para a KTM na categoria Moto2. Depois de um arranque fabuloso, o piloto português levou na sua roda o seu colega de equipa Brad Binder, que viria a subir ao 2º lugar do pódio, dando assim uma dobradinha à KTM e Franco Morbidelli numa Kalex que subiu ao 3º lugar do pódio. Depois deste trio indestrutível que dominou o GP da Austrália, classificaram-se Jesko Raffin (Kalex) e Xavi Vierge (Tech 3).

Na frente da corrida Miguel Oliveira tentava descolar de Binder e Morbidelli. Com a luta pela segunda posição ao rubro, o piloto ACP aproveitou para aumentar a diferença para os seus perseguidores. A três volta do fim chegou a chuva e o strees apoderou-se de Miguel Oliveira, num final cheio de ansiedade, mas que viria a terminar com uma grande vitória para o piloto português, que foi rei e senhor na Austrália, naquela que acabou por ser a corrida mais longa da sua vida, mas que se tornará inesquecível na sua fantástica carreira.

Nas contas do campeonato, Franco Morbidelli continua na liderança do campeonato com 272 pontos, enquanto Thomas Luthi é segundo com 243 pontos e Miguel Oliveira ascende ao terceiro lugar com 191 pontos, em troca com Alex Márquez que caiu para quarto com 190 pontos.

scroll up