Muitas surpresas na Alemanha com vitória de Max Verstappen

28 julho 2019

A chuva pregou muitas partidas aos pilotos e agitou uma corrida que, finalmente, acabou por ser totalmente diferente. Max Verstappen mostrou a sua raça e resistiu a tudo, levando o Red Bull à vitória, depois dos Mercedes de Hamilton e Bottas terem passado pelo comando da corrida alemã. Sébastian Vettel partiu do último lugar da grelha e acabou a prova no 2º lugar, mostrando que, apesar de tantos problemas, é possível tornar um Ferrari muito competitivo. Mas as surpresas não ficaram por aqui, porque no 3º lugar do pódio ficou o russo Daniil Kvyat em Toro Rosso.

Numa corrida atípica, a chuva acabou por ditar várias entradas do Safety Car em pista, começando logo por abrir a corrida, fazendo algumas voltas com os concorrentes atrás, para secar a pista. Numa corrida que se previa molhada, a chuva acabou mesmo por ditar diversas alterações, com os concorrentes a entrarem nas boxes para trocar pneus.

A Mercedes, que liderou com Hamilton, autor da Pole Position, e depois com Bottas, foi talvez a mais surpreendida de todas as equipas. Depois do Ferrari de Leclerc ter ficado preso na gravilha depois de uma saída de pista, que o forçou a abandonar, foi a vez de Lewis Hamilton sair precisamente no mesmo local, sendo obrigado a entrar nas boxes para reparar danos no seu Mercedes e mudar de pneus. Perdendo muito tempo, o campeão do mundo cai sem remédio na classificação geral.

Com mais chuva em Hockenheim, Max Verstappen vai aguentando o comando da corrida, e vê um sedento Vettel a galgar posições, até chegar ao 2º lugar, ultrapassando pilotos que causaram surpresa na Alemanha, como Kvyat, Stroll, Albon e Sainz. Para que na Alemanha a Mercedes tivesse uma página negra em 2019, Bottas bateu a 7 voltas do fim, hipotecando pontos para a marca alemã. Com todos estes imponderáveis, brilharam os Toro Rosso de Daniil Kvyat que sobe ao 3º lugar do pódio, mas também Alexander Albon que levou o outro Toro Rosso ao 6º lugar, depois de ter estado muito tempo no 4º posto. O Racing Point de Lance Stroll também brilhou ao terminar no 4º lugar, à frente do McLaren de Carlos Sainz Jr., que foi o 5º classificado na prova alemã.

Os Alfa Romeo de Kimi Raikkonen e António Giovinazzi terminaram no 7º e 8º lugar, à frente dos Haas de Romain Gosjean e Kevin Magussen. Quanto a Lewis Hamilton, foi apenas 11º classificado, terminando pela primeira vez este ano uma prova fora dos pontos, tal como a Mercedes. Apesar de tudo, tanto Hamilton como a Mercedes continuam na liderança destacada do mundial de Fórmula 1 de 2019.

scroll up