No Rali do México tudo Ogier ganhou, até a Power Stage

10 março 2019

Foi a 5ª vitória do piloto francês em terras mexicanas, numa prova onde tudo pareceu fácil, mas na verdade não foi. O campeão do mundo geriu tudo da melhor forma possível, até os furos, uma das adversidades de uma prova como o Rali do México. Com a sua habitual dose de sorte à mistura, o piloto da Citroen controlou os seus principais adversários à distância, primeiro um eficiente Elfyn Evans e depois um agressivo Ott Tanak.

Ogier triunfa com 30,2 segundos de vantagem para o Toyota de Tanak, que com o 2º lugar alcançado continua líder do campeonato, deixando o surpreendente Ford Fiesta de Elfyn Evans na 3ª posição a 49,9 segundos. Longe das guerras do pódio, mas a pensar na matemática do campeonato, ficou o Hyundai de Thierry Neuville que, com a 4ª posição a 1m27,0 de Ogier mantem intactas as suas aspirações a lutar pelo título. Kris Meeke em Toyota, terminou a prova no 5º lugar a distantes 6m06,2 do vencedor.

Numa prova dura e com um grau de dificuldade elevado, a tarefa dos carros da categoria WRC2 não foi nada fácil. Excelente conhecedor do terreno, o mexicano Benito Guerra Jr. levou o Skoda Fabia R5 à vitória na categoria, com uma vantagem de 3m16 para o boliviano Marco Bulacia, também em Skoda. No derradeiro troço do rali, os apetecidos pontos extra da Power Stage foram disputados à décima de segundo. Até aí Ogier foi mais forte, vencendo com apenas 0,1 segundos de diferença para Kris Meeke e 0,6 segundos para Neuville, que tudo fizeram para recuperar aí alguns pontos perdidos. Depois deste trio de ouro na Power Staage, pontuaram ainda Sordo, o 4º mais rápido e Lappi que ainda conseguiu arrancar 1 ponto com o 5º lugar. Tanak não teve pontos extra, pois foi o 6º na Power Stage.

Após o Rali do México, a 3ª prova do WRC 2019, Ott Tanak lidera com 65 pontos, seguido por Sébastien Ogier com 61 e por Thierry Neuville com 55 pontos. Kris Meeke está agora no 4º lugar com 35 pontos, seguido por Elfyn Evans com 28. No campeonato de construtores, a Toyota comanda com 86 pontos, a Citroen está no 2º lugar com 78 pontos, seguida pela Hyundai com 77. A M-Sport Ford ocupa o 4º lugar com 45 pontos. Depois do México, o WRC 2019 aquece entre pilotos e construtores, com o Rali da Córsega a ser o próximo desafio, entre 28 e 31 de março.

scroll up