Chegou o T-Cross, o mais jovem e pequeno SUV da Volkswagen

05 abril 2019

Já está no mercado o T-Cross, um automóvel muito importante para a Volkswagen. Este SUV citadino não choca diretamente com o Polo, mas poderá fazer baloiçar corações na altura da escolha. Qualidade, fiabilidade e preço são argumentos que dão confiança, e até algum conforto à marca, para acompanhar o movimento de extensão da gama SUV. Depois de Touareg, Tiguan Allspace, Tiguan e T-Roc, chega agora o mais acessível da família SUV, transportando ideais fundamentados no prestígio da marca, mas que se alargam a novos conceitos, baseados na juventude e sentido prático de utilização.

A Volkswagen tem vindo a cobrir o mercado SUV com sucesso, observando a caminhada triunfal do Tiguan na Europa. Com a garantia de um aumento constante do segmento da moda, a marca tem razões suficientes para acreditar que o “português” T-Roc e agora o mais jovem T-Cross consigam solidificar a autoridade do construtor alemão neste capítulo. Muito virado para o cliente particular, e essencialmente mais jovem, o T-Cross consegue interpretar bem a noção de espaço interior, contribuindo com uma excelente habitabilidade. Se o espaço do habitáculo surpreende, a bagageira também se mostra generosa com os seus iniciais 455 litros a aumentarem de capacidade, através de bancos deslizantes.

Para os responsáveis da marca, o VW T-Cross é um carro intuitivo, que consegue jogar na perfeição as novas técnicas digitais e de conetividade que acompanham as exigências de hoje. Com equipamentos de segurança e ajudas à condução que habitualmente equipam os segmentos superiores, o novo SUV é na verdade o mais pequeno da marca, mas evidencia mais espaço e uma posição de condução dominante, ao gosto da maioria dos condutores. Em termos de design e versatilidade, o T-Cross não esconde a típica linhagem da marca e não nega as suas raízes familiares. A agressividade das suas linhas joga com a ousadia de utilização que se pretende dar a este SUV citadino, que oferece três níveis de equipamento.

O T-Cross, produzido em conjunto com o Polo na fábrica espanhola da Volkswagen em Pamplona, já chegou ao mercado nacional com a motorização a gasolina 1.0 TSI de 95 cv e 115 cv, podendo contar com caixa de velocidades manual de 5 ou 6 relações, ou automática DSG de 7 velocidades. Em meados deste ano é esperado o motor diesel 1.6 TDI de 95 cv. O T-Cross oferece 5 anos de garantia ou 100.000 km, e em relação a preços tudo começa nos 18.771€ para a versão base de 95 cv, com a mais equipada a custar 21.131€. No mais potente 1.0 TSI de 115 cv, os preços oscilam entre 22.262€ e os 27.216€, consoante o nível de equipamento e a opção por caixa de velocidades manual ou DSG.

scroll up