Opel Corsa soma e segue com 6ª geração

20 agosto 2019

Com o Corsa-e, a Opel pretende alargar o acesso à mobilidade elétrica a um leque significativamente mais vasto de pessoas. Uma vez mais, a marca alemã cumpre o objetivo de oferecer, num modelo acessível, tecnologias e equipamentos inéditos que antes só estavam disponíveis em classes de veículos superiores.

É o caso dos sofisticados faróis de matriz de LED, que o Corsa estreia no segmento dos subcompactos. Mas este modelo oferece, igualmente, os mais recentes sistemas de Alerta de Colisão Dianteira com Travagem Automática de Emergência e deteção de peões, assim como Programador de Velocidade Adaptativo baseado em radar.

Com 4,06 metros de comprimento, o novo Corsa sobressai pela dinâmica, com um habitáculo confortável e muito prático. A linha de tejadilho, ao estilo ‘coupé, é mais baixa em 48 milímetros face ao modelo anterior, sem prejudicar o nível de altura disponível para condutor e passageiros.

Note-se que a posição de condução pode ser regulada para um ponto inferior que é 28 mm mais baixo. O centro de gravidade rebaixado tem reflexos positivos no comportamento dinâmico do automóvel. Na verdade, o novo Corsa tem uma condução mais ‘direta’ e mais divertida.

A oferta do novíssimo Corsa no mercado português engloba uma gama completa de três níveis de equipamento e quatro motores, a gasolina e Diesel, com preços a partir de 15.510 euros. A versão elétrica a bateria, que se destaca com autonomia de 330 quilómetros (WLTP), tem preços a partir de 29.990 euros. O extenso equipamento de série acentua a relação preço-valor. As encomendas já abriram e as primeiras unidades, com motores térmicos, chegam em novembro.

Com múltiplas estreias mundiais na edição deste ano do Salão de Frankfurt que abre portas entre 12 a 22 de setembro, a Opel faz uma demonstração de como o futuro do automóvel é rico em variedade. Este salão é o palco escolhido pela marca alemã para as estreias mundiais do novo Opel Corsa, do Grandland X Hybrid4 e do renovado Opel Astra.

scroll up