Bird vence em Hong Kong

10 março 2019

O britânico da Envision Virgin Racing foi o mais forte no traçado citadino de Hong Kong, batendo o suíço Edoardo Mortara (Venturi Formula E Team) e o brasileiro Lucas di Grassi (Audi Sport Abt Schaeffler), mas o triunfo requereu grande recuperação, já que o piloto partiu de sétimo da grelha.

Com o apagar das luzes a vantagem à saída da Curva 1 foi para Oliver Rowland (Nissan e.dams), que relegou o homem da pole position, Stoffel Vandoorne (HWA Racelab) para segundo. Tudo isto enquanto Bird fazia uma partida canhão para após a primeira chicane do circuito ascender ao intermédio do pódio.

Poucos minutos após o início a corrida acabou por ser neutralizada com bandeiras amarelas em toda a pista dado o acidente de Filipe Nasr. O piloto da Geox Dragon foi contra o muro na Curva 2 e depois viu os dois pilotos da Mahindra Racing, Jerome d’Ambrosio e Pascal Wehrlein, embaterem no seu carro. Resultado: três pilotos fora de ação em apenas cinco minutos. A corrida foi mesmo interrompida com bandeira vermelha pouco depois para que a pista pudesse ser limpa de forma mais eficiente e uma vez resolvido o incidente o cronómetro passou a contar com mais 13 minutos para compensar o tempo perdido sob bandeira vermelha.

Com o reatar da ação Rowland caiu para 10º quando o seu monolugar perdeu ritmo, dando a liderança a Bird, enquanto Andre Lotterer seguia atrás, muito agressivo, para tirar excelente partido de uma trajetória mais larga de Bird na Curva 2 para chegar ao primeiro posto.

Mais atrás, Vandoorne era terceiro e mantinha Mortara em quarto, ele que estava desejoso por repetir o pódio conquistado no ano passado neste mesmo traçado de Hong Kong.

Enquanto isso, Bird geria o tempo atrás de Lotterer, mantendo-se perto da traseira do germânico para atacar na Curva 2 e recuperar a liderança na chicane. Taco a taco, os dois levaram a cabo animado duelo pela posição mais alta do pódio.

Quando faltavam menos de 18 minutos para o final Vandoorne parou em pista com falha técnica, enquanto Sébastien Buemi (Nissan e-dams) danificou a frente do carro e acabou por terminar a prova mais cedo, na chicane, o que levou a nova entrada do Safety Car em pista.

A corrida foi então reatada a 11 minutos do final, com Lotterer ainda na frente, com Bird muito próximo, em segundo, e Mortara em terceiro. Mais atrás, Rowland parou em pista com o eixo traseiro danificado depois de tocar na parede, o que levou a uma terceira entrada do Safety Car em pista.

Faltavam dois minutos para o final quando as luzes voltaram a ficar verde. No reatar da ação Bird tocou na traseira do carro de Lotterer, provocando-lhe um furo e acabando mesmo por o impedir de terminar a corrida. Enquanto Bird rumava tranquilo para a vitória, Mortara cruzava a meta em segundo, com di Grassi em terceiro. Contudo, o incidente entre Bird e Lotterer está sob investigação, pelo que o resultado final oficial pode ainda vir a sofrer alterações.

Já o português António Félix da Costa fez brilhante recuperação desde o 20º posto da grelha para entrar nos pontos e terminar em décimo.

Em termos de Campeonato, e a confirmar-se o resultado de pista, Bird é o líder da geral com 71 pontos, seguido do agora segundo Jerome d’Ambrosio (53), de di Grassi (49) e de Félix da Costa, que totaliza 47 pontos ao cabo de cinco jornadas já disputadas.

scroll up