Mais uma para Lewis Hamilton, mas sem dobradinha da Mercedes

26 maio 2019

O pódio do Grande Prémio de Fórmula 1 do Mónaco voltou a contar com dois Mercedes, mas esteve quase a ser composto por três marcas diferentes. Isto porque Max Verstappen, que terminou a prova no 2º lugar, foi penalizado em cinco segundos por saída irregular da sua boxe, que originou um toque no Mercedes de Bottas, que furou e teve de regressar à boxe. Desta vez a Mercedes não conquistou a dobradinha, depois de o ter conseguido nas cinco primeiras provas do ano.

Quem não dá qualquer tipo de hipóteses é mesmo Lewis Hamilton que em 6 corridas conquista 6 vitórias, o que demonstra bem o excelente momento de forma do piloto e também da Mercedes. Mas desta feita, e apesar das dificuldades de ultrapassagem no circuito do Mónaco, Hamilton foi bastante pressionado pelo sempre irreverente Max Verstappen, que levou o Red Bull ao 2º lugar, à frente do Ferrari de Sébatian Vettel, antes de aplicada a penalização que atirou o Red Bull de Verstappen para o 4º lugar.

Tanto o vencedor Hamilton, como o 2ºclassificado Vettel, queixaram-se com problemas de pneus nos seus carros. Apesar do desgaste, Hamilton segurou a liderança, apesar das várias tentativas de Verstappen, dando à Mercedes a totalidades de vitórias nas corridas até agora disputadas. Já longe dos quatro primeiros lugares, o Red Bull de Pierre Gasly termina no 5º posto à frente do McLaren de Carlos Sainz Jr. que assinou um excelente 6º lugar. Boa prestação para os Toro Rosso de Daniil Kvyat e Alexander Albon que terminaram o GP do Mónaco nas posições seguintes. Lewis Hamilton reforça o comando do campeonato, contando com 17 pontos de vantagem em relação ao seu colega de equipa Valtteri Bottas.

scroll up