David Machado: “a imensidão das estradas americanas proporciona viagens inesquecíveis”

| Revista ACP

O escritor tem obra publicada para adultos e para crianças, um público que aprecia particularmente por considerar muito genuíno.

@video=kVuBXrUEscs

David Machado licenciou-se em Economia, mas foi a escrita que lhe traçou o destino para se tornar num conhecido romancista e autor de livros infantojuvenis. Este último um género literário que aprecia particularmente pela reação que recebe dos seus leitores mais novos, um público que considera mais genuíno e mais descomplexado.

O autor só lamenta que a literatura infantil esteja a atravessar uma crise em Portugal. Em sua opinião faltam escritores das novas gerações que se dediquem a este género literário. E, também, existe muito pouca crítica de literatura infantil.

 

Já nos livros para adultos, o “Indice Médio de Felicidade” é uma das suas obras mais conhecidas — foi adaptada para o cinema e conquistou um prémio internacional.

David Machado afirma que sempre foi muito imaginativo, sempre criou histórias na sua cabeça, muito antes de as transportar para o papel. Considera-se um “escritor compulsivo” e gosta de associar o sentido de humor ao absurdo nas suas obras. E confessa que os seus livros infantis vendem mais que os romances.

 

Newsletter Revista
Receba as novidades do mundo automóvel e do universo ACP.

Em trabalho ou em lazer gosta de viajar, sobretudo, em longas distâncias como a que fez há uns anos na companhia de um amigo pelas “imensas estradas americanas ao encontro da face mais genuína da América do Norte. Uma viagem inesquecível”.

Este e outros podcasts estão disponíveis nas plataformas


scroll up